Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
8

Atenções viradas para o Presidente

As atenções estão hoje centradas no Presidente da República. A troca de recados entre Belém e São Bento, na última semana, fez aumentar como nunca a expectativa em relação às declarações de Cavaco Silva, que discursa hoje de manhã na sessão solene comemorativa do 25 de Abril, no Parlamento.
25 de Abril de 2009 às 00:30
Em 2008, no discurso no Parlamento, Presidente responsabilizou partidos pelo alheamento dos jovens em relação à política
Em 2008, no discurso no Parlamento, Presidente responsabilizou partidos pelo alheamento dos jovens em relação à política FOTO: Sérgio Lemos

No último discurso, o chefe de Estado não poupou críticas aos gestores e às empresas e foi duro nos recados ao Governo. "Seria um erro muito grave, verdadeiramente intolerável, que, na ânsia de obter estatísticas mais favoráveis (...) se optasse por estratégias de combate à crise que ajudassem a perpetuar os desequilíbrios já existentes", afirmou o Presidente, no dia 17, na abertura do Congresso da Associação Cristã de Empresários e Gestores (ACEGE).

Confrontado com as palavras de Cavaco, Sócrates afirmou, em entrevista à RTP 1, que os recados não eram dirigidos ao seu Governo e negou que as críticas à "política do recado" fossem dirigidas ao Presidente.

Sobre as declarações de Sócrates, Belém mantém-se em silêncio. Hoje, o discurso do Presidente não deverá passar ao lado da crise económica. No ano passado, Cavaco disse estar preocupado com a ignorância dos jovens quanto ao 25 de Abril. Mas responsabilizou os partidos pelo alheamento dos mais novos em relação à política. Contactado pelo CM, Belém não quis revelar qual o tema dominante do discurso do Chefe de Estado.

EANES PEDE EXIGÊNCIA

O ex-Presidente da República Ramalho Eanes pediu aos portugueses para serem "mais exigentes" com os Governos. "Cabe a nós impor regras, exigir condutas e, quando necessário, substituir os governantes. Temos os governos e os partidos que merecemos, temos os sistemas de saúde e educação que merecemos, porque somos responsáveis pela nossa sociedade", afirmou anteontem o general no colóquio sobre o 25 de Abril, em Grândola, onde esteve Carlos Beato, Pacheco Pereira e Belmiro de Azevedo.

APONTAMENTOS

SÓCRATES RESPONDE

O primeiro-ministro responde hoje a dez perguntas colocadas através do site: www.socrates2009.pt. A residência oficial de José Sócrates vai estar aberta ao público hoje entre as 15h00 e as 18h00.

PRAÇA SALAZAR

O PSD e o CDS rejeitaram ontem discutir um voto de repúdio, proposto pelo BE, pela inauguração, hoje, de uma praça com o nome de Salazar em Santa Comba Dão. "O PSD suspendeu a democracia", atirou Luís Fazenda.

'CHUVA' DE CRAVOS

Um helicóptero da Força Aérea vai lançar hoje cinco mil cravos sobre o largo Camões, em Lisboa. Estará também disponível um "microfone aberto" a "textos, poemas, palavras de ordem, manifs".

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)