Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
9

Aviso para Albuquerque

Guilherme Silva, vice-presidente do Parlamento e deputado do PSD eleito pela Madeira, deixa um aviso aos adversários de Alberto João Jardim. O antigo líder parlamentar laranja lembra que a sucessão do homem que governa a Madeira há mais de três décadas é prematura.
9 de Abril de 2012 às 01:00
Deputado Guilherme Silva (ao centro) no congresso do PSD
Deputado Guilherme Silva (ao centro) no congresso do PSD FOTO: Sérgio Lemos

A discussão "é uma fragilização desnecessária", afirma o madeirense ao CM, frisando que "está fora de questão [Jardim não cumprir o mandato até ao fim]". Guilherme Silva reconhece que poderia haver uma solução transitória em 2014, antes do final da legislatura, em 2015. Contudo, entende que a liderança do PSD--Madeira e a presidência do Governo Regional devem ser desempenhadas pela mesma pessoa, face à situação da Madeira.

O autarca do Funchal, Miguel Albuquerque, foi o primeiro a anunciar a sua candidatura à liderança do PSD-Madeira; seguiu-se o nome de Manuel António, tido como próximo de Jardim. Mexidas de bastidores que revelam o mal-estar entre os sociais-democratas, mas que Guilherme Silva prefere destacar como "vivacidade". Ou seja, diz, caiu por terra a tese do eucalipto que secava tudo à volta, numa alusão a Jardim. Se não for antecipado, o congresso realiza-se em 2014.

MADEIRA PSD LIDERANÇA JARDIM GUILHERME SILVA ALBUQUERQUE
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)