Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
1

AZEMÉIS PROMOVE TRABALHO

Promover o tecido empresarial e industrial do concelho, composto por cerca de 2800 empresas, estimular a produção e dinamizar o sector do comércio são os objectivos da feira CIOL 2002 (Comércio e Indústria de Oliveira de Azeméis) que abre hoje e se prolonga até 7 de Julho, em Oliveira de Azeméis. O certame reúne cerca de 100 expositores e espera mais de 30 mil visitantes.
29 de Junho de 2002 às 23:00
O presidente da autarquia, Ápio Assunção, mostra-se confiante no êxito da CIOL e justifica o seu optimismo com "o aumento do número de expositores e o empenho dos empresários que contribuem para a projecção do certame.

“O tecido empresarial do concelho inclui empresas líderes em alguns sectores a nível nacional, como é o caso da indústria agro-alimentar e preparação de arroz, louças metálicas, indústria de calçado e ainda o sector de moldes plásticos e componentes automóveis, observa ainda o presidente da câmara de Oliveira de Azeméis.

CALÇADO COM 50%

O sector do calçado é, sem dúvida, o mais importante, absorvendo quase 50 por cento da mão-de-obra do concelho. "Ao contrário do que as pessoas pensam, Oliveira de Azeméis é o segundo maior produtor de calçado nacional", afirma o autarca.

A CIOL 2002 vai também confirmar a sua projecção internacional com a presença de uma delegação da Confederação Luso-Galaica que "pode vir a contribuir para o desenvolvimento de futuras colaborações e a internacionalização de algumas empresas", salienta Ápio Assunção.

Este ano, os organizadores quiseram fazer mais do que uma "simples feira e o certame aponta ao debate e à melhoria de conhecimentos. A educação e da formação dos jovens terá grande destaque", adianta Ápio Assunção.

Com a realização da CIOL, empresários e autarquia pretendem criar melhores condições para o progresso do concelho. “A Câmara Municipal poderá ser o motor do desenvolvimento mas, sempre de mãos dadas com os empresários, preparando-os para os grandes desafios que se avizinham com a melhoria da produtividade e da qualidade, que se vão reflectir num melhor nível de vida para as pessoas de Oliveira de Azeméis", conclui o autarca.
Ver comentários