Barra Cofina

Correio da Manhã

Política

Barbas e Máximo tentam visitar Sócrates

Os conhecidos adeptos do Benfica foram até à prisão de Évora deixar "saudações benfiquistas" e entregar um cachecol e uma camisola do clube ao ex-primeiro-ministro.
5 de Dezembro de 2014 às 15:52
Os adeptos do Benfica, António Ramos, conhecido como 'Barbas', e Jorge Máximo, à entrada da prisão de Évora
Os adeptos do Benfica, António Ramos, conhecido como 'Barbas', e Jorge Máximo, à entrada da prisão de Évora FOTO: CMTV

Esta sexta-feira, dois conhecidos adeptos do universo benfiquista tentaram visitar José Sócrates na prisão de Évora, confesso adepto do clube das águias.

António Ramos, mais conhecido por 'Barbas', e Jorge Máximo chegaram por volta das 15h20 à prisão, transportando uns sacos onde levavam uma bola, um cachecol encarnado do Benfica e uma camisola do clube, com a inscrição "J. Sócrates" nas costas do equipamento.





Os dois benfiquistas levaram ainda um postal onde se lê: "Para o sr. engenheiro Sócrates, de Jorge Máximo e do Barbas. Saudações benfiquistas". Apesar das oferendas, Barbas faz questão de referir que a presença da dupla no estabelecimento prisional de Évora não é "como representantes do Benfica mas como adeptos do Benfica".

José Sócrates prisão Évora Barbas Jorge Máximo António Ramos
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)