Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
3

Barragens para ajudar a combater a crise

A construção da barragem do Baixo Sabor, no distrito de Bragança, vai criar cerca de sete mil empregos nos próximos quatro anos. O empreendimento, que custará 450 milhões de euros, foi, por isso, apontado pelo primeiro-ministro como exemplo de que os investimentos ajudam a combater a crise económica.

18 de Fevereiro de 2009 às 00:30
O primeiro-ministro, José Sócrates, visitou ontem as obras da nova barragem no distrito de Bragança
O primeiro-ministro, José Sócrates, visitou ontem as obras da nova barragem no distrito de Bragança FOTO: Ivo Pires, Lusa

"É com estes investimentos que se combate a crise, com oportunidade de emprego e de actividade para as empresas, não só para as grandes, mas também para as pequenas e médias", afirmou ontem José Sócrates, durante a visita às obras da barragem, situada no concelho de Torre de Moncorvo.

O empreendimento, que deverá estar concluído em 2013, foi apontado pelo ministro da Economia, Manuel Pinho, como a "mãe do novo programa de barragens".

As obras tiveram início em Junho do ano passado e empregam actualmente 310 pessoas de 42 empresas. Prevê-se, contudo, que no pico dos trabalhos estejam cerca de cem empresas envolvidas e que o número de trabalhadores ascenda a cerca de sete mil: 1700 directos e cinco mil indirectos.

Na visita, Sócrates sublinhou que a barragem do Baixo Sabor está a ser construída "contra ventos e marés", referindo-se ao facto de os trabalhos terem estado parados no início do ano devido a uma providência cautelar apresentada por ambientalistas. Na qualidade de ministro do Ambiente, Sócrates também suspendeu o processo para reavaliar os estudos.

NOTAS

ANTÓNIO MEXIA

O presidente da EDP, António Mexia, apontou a barragem, que avança após uma década de conflito com ambientalistas, como "prova de determinação perante obstáculos".

ENERGIA

A nova barragem produzirá energia capaz de abastecer 300 mil pessoas por ano e aumentará em 20% a capacidade de armazenamento do País.

INVESTIMENTO

O presidente da Associação de Municípios do Baixo Sabor, Aires Ferreira, disse não haver "memória de um investimento tão grande no distrito".

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)