Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
4

Bloco quer saber todos os casos em que foram fornecidos dados de manifestantes

Questionada sobre as explicações de Fernando Medina, em relação ao caso do fornecimento de dados de manifestantes anti-Putin à embaixada russa em Portugal, a coordenadora do Bloco de Esquerda frisou que "o que aconteceu não podia ter acontecido".
Lusa 10 de Junho de 2021 às 17:31
Catarina Martins , coordenadora do BE
Catarina Martins , coordenadora do BE FOTO: Fotos: MANUEL FERNANDO ARAÚJO/LUSA
A coordenadora Bloco de Esquerda exigiu esta quinta-ferora conhecer todos os casos em que a Câmara de Lisboa, assim como outras autarquias do país, forneceram dados pessoais de promotores de manifestações a países estrangeiros ou a empresas.

Catarina Martins falava aos jornalistas no Chiado, junto ao memorial dedicado a Alcindo Monteiro, que há 26 anos, no Dia de Portugal, foi assassinado por um grupo de neonazis.

Questionada sobre as explicações dadas pelo presidente da Câmara de Lisboa, Fernando Medina, em relação ao caso do fornecimento de dados de manifestantes anti-Putin à embaixada russa em Portugal, a coordenadora do Bloco de Esquerda frisou que "o que aconteceu não podia ter acontecido".

Câmara de Lisboa Bloco de Esquerda questões sociais política liberdade de imprensa partidos e movimentos
Ver comentários