Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
7

Buscas em Coimbra

A Polícia Judiciária (PJ) realizou ontem buscas na Águas de Coimbra (AC) e "levou diversos documentos para análise", disse à Lusa uma fonte da empresa municipal. Do lado da PJ, confirma-se, apenas, a deslocação às instalações daquela entidade, pela manhã, na rua da Alegria.
16 de Abril de 2008 às 00:30
Carlos Encarnação
Carlos Encarnação FOTO: Sérgio Freitas

A empresa é presidida por Jorge Temido, mas a mesma fonte daquela entidade disse que o responsável não estava disponível para fazer "quaisquer comentários" à acção da PJ. "Disponibilizámos toda a documentação pedida e prestámos toda a colaboração, no próprio interesse da Águas de Coimbra", adiantou a fonte, indicando que os agentes "levaram para análise" vários documentos e algumas cópias.

Tanto a PJ como a Águas de Coimbra não adiantaram os motivos pelos quais foram efectuadas buscas, porém, a edição on-line do semanário Campeão das Províncias apontou que "o sistema informático" era um dos alvos da PJ. A Águas de Coimbra é uma empresa municipal que presta serviço à Câmara de Coimbra, liderada por Carlos Encarnação.

A Câmara de Viana do Alentejo também foi alvo de buscas na quarta--feira. Na base desta investigação está uma denúncia anónima. Segundo avançou a SIC, o caso estará relacionado com as relações comerciais da autarquia, liderada por Estêvão Pereira (PCP), e um prestador de serviços. A PJ terá levado cópias de facturas.

O autarca desconhece os motivos da investigação e diz-se convicto da legalidade de todos os procedimentos.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)