Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
5

Câmara considera acto nulo

A candidatura de João Pombo quer impugnar as eleições realizadas anteontem para a Região de Turismo de Évora (RTE), alegando falta de quorum no acto.
28 de Junho de 2006 às 00:00
“A comissão executiva, liderada pelo recandidato João Andrade Santos, não aceitou que o presidente da Câmara de Évora fosse o representante da edilidade nestas eleições”, o que levou grande parte dos membros a não participar no acto, diz a candidatura de João Pombo.
A autarquia diz que vai recorrer aos tribunais , por não achar “tolerante” a tomada de posição do presidente da RTE. O reeleito, que se encontra à frente da RTE há 16 anos, diz que essa posição foi tomada dado que “os vereadores não puderam escolher livremente o representante da Câmara no organismo”. Andrade Santos foi eleito com onze votos a favor e nenhum contra. Treze dos membros do colégio eleitoral não participaram na votação.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)