Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
2

Campanha condicionada

A morte da irmã Lúcia, vidente de Fátima, condicionou os planos para o nono dia de campanha, esta segunda-feira, para as legislativas de 20 de Fevereiro.
14 de Fevereiro de 2005 às 09:39
O PSD e o CDS-PP suspenderam por completo as respectivas campanhas. O líder social-democrata, Pedro Santana Lopes, devia apresentar hoje em Lisboa a estrutura de base do seu projecto de governo. A apresentação foi adiada para quarta-feira.
O PSD também não faz campanha amanhã, dia de luto nacional, mas Santana Lopes mostrou-se disponível para participar no debate televisivo agendado para amanhã com os líderes do CDS-PP, PS, PCP e BE.
O PS suspendeu as acções de rua previstas para hoje e o líder do partido, José Sócrates, cancelou o comício previsto para Aveiro, transformando-o num encontro-debate com militantes e simpatizantes.
A CDU e o BE (Bloco de Esquerda) nada alteraram nas respectivas campanhas eleitorais. O secretário-geral do PCP (partido de base da CDU), Jerónimo de Sousa, inicia o dia com uma visita à Feira do Silvado, em Odivelas, dedicando o resto do dia a acções de rua na zona de Lisboa. Jerónimo participa num encontro com reformados na Casa do Alentejo e encerra o dia com um jantar com apoiantes na Voz do Operário.
Já Francisco Louça, dirigente do BE, está hoje em campanha em Braga, onde visita o Hospital de São Marcos e participa em acções de rua. À noite, Louçã participa num comício-concerto no Parque das Exposições. O artista convidado para esta iniciativa do BE é Pedro Abrunhosa.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)