Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
2

CANDIDATO À JSD RECUSA FRACTURAS

Jorge Nuno de Sá, candidato à liderança da JSD, defendeu ontem que esta deve evitar promover "questões fracturantes" que fragilizem o Governo, mas rejeitou "falsos consensos ou unanimidades".
16 de Setembro de 2002 às 21:31
Para o deputado social-democrata, que apresentou oficialmente a sua candidatura à liderança da jota, a próxima presidência da JSD deve procurar "influenciar a acção governativa", propondo soluções "irreverentes, criativas e imaginativas" para os problemas, mas não o deve fazer com um intuito "mediático".

"Não quero ser conhecido como um papagaio falante ou por alimentar falsas polémicas", disse, defendendo que privilegiar "as questões fracturantes" é "a forma mais rápida de acabar com as juventudes partidárias".
Ver comentários