Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
2

Carlos Silva: "País que fica a perder"

Reagindo às declarações de António José Seguro, o secretário-geral da UGT, Carlos Silva lamentou que "os partidos não chegassem a um entendimento" até porque, diz, "é o País que fica a perder".
19 de Julho de 2013 às 23:59

Por outro lado, Arménio Carlos, secretário-geral da CGTP, considerou que o líder do PS tomou a posição "mais correta" e mandou um recado a Cavaco Silva, dizendo que não lhe restam alternativas a não ser eleições antecipadas.

Já João Semedo, coordenador do Bloco de Esquerda, aponta para o falhanço do "plano tutelar" do Presidente da República e também pediu a marcação de eleições.

Do lado da maioria, a mensagem é no sentido de procurar continuar o diálogo com o PS. Jorge Moreira da Silva enviou ao final do dia uma carta ao dirigente do PS Alberto Martins propondo a continuação das negociações com vista a um acordo de médio prazo. O CDS-PP disse que irá reunir amanhã a comissão política nacional para analisar a situação.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)