Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
4

Carrilho ataca Carmona

O candidato socialista à Câmara de Lisboa iniciou ontem a campanha com críticas ao seu adversário Carmona Rodrigues, equiparando-o a Santana Lopes. “O partido [PSD] não arranjou melhor do que o número dois [de Santana Lopes], o co-responsável pela situação de Lisboa”, afirmou Manuel Maria Carrilho durante a apresentação das jornadas ‘Um Projecto para Lisboa’.
30 de Abril de 2005 às 00:00
Isaltino Morais tem esperança que Marques Mendes reconsidere sobre a sua candidatura
Isaltino Morais tem esperança que Marques Mendes reconsidere sobre a sua candidatura FOTO: Natália Ferraz
O antigo ministro da Cultura relembrou que, tal como Santana Lopes, Carmona Rodrigues deixou a Câmara para integrar o Governo de Durão Barroso como ministro das Obras Públicas, resolvendo regressar à autarquia depois de terminar funções no Executivo.
Manuel Maria Carrilho admitiu que Carmona Rodrigues poderá ser capaz de reconquistar a autarquia para o PSD: “Só há dois candidatos capazes de ganhar a Câmara de Lisboa, o candidato socialista e o candidato social-democrata”.
O falhanço no acordo com o PCP não demoveu o candidato socialista. “O que torna uma candidatura frágil ou forte é o conteúdo do seu projecto”, sublinhou. Manuel Maria Carrilho mostrou-se mesmo convicto de que ganhará a Câmara: “Fizemos um esforço para manter a coligação, mas estamos desde o princípio convictos de que podemos ganhar sozinhos a Câmara de Lisboa”.
Quanto à questão dos cartazes, onde a cidade de Lisboa surgia invertida, o professor justificou como sendo um “lapso técnico”.
As jornadas ontem apresentadas visam a discussão e avaliação dos problemas dos lisboetas, com a realização de debates e visitas aos locais mais problemáticos durante o mês de Maio.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)