Barra Cofina

Correio da Manhã

Política

Carros velhos fora da Baixa de Lisboa

Câmara proíbe circulação de veículos anteriores a 2000 na zona histórica.
Maria Lima dos Santos e Pedro H. Gonçalves 30 de Outubro de 2014 às 08:17
Residentes têm exceção e taxistas período de adaptação FOTO: Mariline Alves

A Câmara de Lisboa aprovou ontem uma proposta para proibir a circulação de carros mais velhos em certas zonas da cidade. A partir de 15 de janeiro, veículos com matrículas anteriores a 2000 não podem entrar na zona histórica da cidade, numa área que vai desde a avenida da Liberdade até ao Cais do Sodré. Os automóveis fabricados antes de 1996 ficam impedidos de circular numa zona que vai desde a avenida de Ceuta à av. Infante D. Henrique. 


A medida, cujo objetivo é melhorar a qualidade do ar na capital, tem, contudo, exceções: os carros dos residentes, os motociclos, as viaturas históricas, as viaturas militares e de urgência e as movidas a GPL. Em qualquer caso, as restrições de circulação só se aplicam entre as 07h00 e as 21h00, nos dias úteis. Também os taxistas terão um período de exceção, entre 15 de janeiro e 30 de junho de 2015. Depois desta data, só os táxis posteriores a 1992 podem circular nestas zonas. Para Hélder Pedro, da ACAP, muitos carros serão afetados pela decisão, uma vez que a média do parque automóvel no País está nos 14 anos. A multa para os infratores será de 24 euros. 


António Costa diz que esta medida é apenas "um paliativo para fazer o inevitável", que será acabar com a circulação automóvel na zona histórica da cidade. A proposta passou com a abstenção de CDS-PP e PSD e os votos contra do PCP. O autarca revelou que os radares em Lisboa vão estar a funcionar em pleno em janeiro de 2015.

Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)