Barra Cofina

Correio da Manhã

Política

Cavaco, Eanes, Soares e Sampaio juntos no 25 de Abril

O Presidente da República vai assinalar o 25 de Abril com uma cerimónia no Palácio de Belém, que contará também com a presença dos seus três antecessores no cargo, que tal como Cavaco Silva proferirão uma intervenção.
15 de Abril de 2011 às 13:51
Cavaco vai receber antecessores em Belém
Cavaco vai receber antecessores em Belém FOTO: Jorge Paula

"Por ocasião do 37.º Aniversário da Revolução de 25 de Abril, decorrerá no próximo dia 25, pelas 12h00 horas, no Palácio de Belém, uma cerimónia  comemorativa na qual serão oradores os antigos chefes de Estado General António Ramalho Eanes, Dr. Mário Soares e Dr. Jorge Sampaio, bem como o Presidente da República, Prof. Doutor Aníbal Cavaco Silva", lê-se numa nota divulgada no 'site' da Presidência da República.  

Durante a cerimónia, o Presidente da República irá ainda agraciar várias personalidades com a Ordem da Liberdade, por ocasião do 35º aniversário  da instituição desta Ordem Honorífica, é ainda referido na nota.  

Fonte da Presidência da República adiantou ainda à Lusa que estão já a ser enviados convites às várias instâncias do Estado, aos partidos representados na Assembleia da República e às entidades ligadas ao 25 de Abril, para assistirem à cerimónia comemorativa.  

Tal como tem acontecido nos últimos anos, durante o dia, entre as 10h00 e as 20h00, os jardins do Palácio de Belém estarão abertos ao público, que poderá visitá-los, bem como o Museu da Presidência da República e as exposições patentes, e assistir às actuações musicais que assinalarão a data.  

Este ano, ao contrário do que tem sido tradição desde 1976, não se irá realizar a habitual sessão solene comemorativa do 25 de Abril na Assembleia da República, devido à dissolução do Parlamento no início do mês.  

O cancelamento da sessão solene na Assembleia da República foi decidida pela conferência de líderes do Parlamento a 29 de Março, cerca de uma semana depois do primeiro-ministro, José Sócrates, ter apresentado a demissão do cargo, após a oposição ter rejeitado, no Parlamento, o Programa de Estabilidade  e Crescimento (PEC) do Governo.  

cavaco sampaio 25 de abril belém eanes mário soares
Ver comentários