Barra Cofina

Correio da Manhã

Política

Cavaco pede sinal para os mercados


Cavaco Silva afirmou ontem acreditar que o Orçamento do Estado (OE) para 2010 vá ser aprovado, mas defendeu que a aprovação seja feita de "forma positiva". O Presidente da República falava à margem do 4º Torneio de Golfe Portugal Solidário, em Vale do Lobo, no Algarve.
24 de Janeiro de 2010 às 00:30
Cavaco Silva e Francisco Pinto Balsemão apoiaram a iniciativa de solidariedade
Cavaco Silva e Francisco Pinto Balsemão apoiaram a iniciativa de solidariedade FOTO: Luís Filipe Catarino / Presidencia da Republica

O Chefe de Estado referiu que tem acompanhado as negociações com "muito interesse" e reiterou que "tem esperança" que se chegue "a um final feliz" para que o documento seja viabilizado, a bem do País e para sossegar os mercados internacionais.

"Tenho esperança de que as reuniões que ainda vão ter lugar até à entrega do Orçamento permitam chegar a um acordo, a um final feliz. Penso que isso seria importante para o País, principalmente seria o sinal que nós precisamos de dar aos mercados financeiros internacionais", adiantou Cavaco Silva. Já na sexta-feira, à entrada para o congresso da Associação Nacional de Freguesias (ANAFRE), o Presidente afirmou desejar "fortemente" que as negociações para o Orçamento do Estado para 2010 tenham um "final feliz".

Interrogado sobre se pensa ter contribuído para as negociações ainda em curso, Cavaco, respondeu que "tem feito aquilo que um Presidente deve fazer".

Cavaco Silva explicou que a Presidência decidiu apoiar este torneio de golfe não só por o mesmo estar associado a uma causa humanitária, mas também porque o golfe é um desporto que ajuda a combater a sazonalidade e, por conseguinte, o desemprego no Algarve.

Nas suas três edições anteriores, o Torneio de Golfe Portugal Solidário angariou verbas para apoio à Associação dos Diabéticos de Portugal, à Associação Portuguesa de Apoio à Mulher com Cancro da Mama (APAMCM) e à CerciGrândola – Cooperativa para a Educação e Reabilitação de Cidadãos Inadaptados.

Fundada em 1998, a Associação Humanitária de Doentes de Parkinson e Alzheimer apoia as pessoas que sofrem com estas doenças bem como as respectivas famílias. 

ASSOCIAÇÃO QUER CONSTRUIR CENTRO DE CUIDADOS

Cerca de 80 jogadores participarão no torneio, cujas receitas revertem a favor da Associação Humanitária de Doentes de Parkinson e Alzheimer, no seu projecto de construção do Centro Regional de Cuidados Continuados do Algarve, a construir em Picota, Tavira.

Este centro, cujo projecto foi aprovado em Janeiro de 2009, será construído num terreno cedido pela Câmara de Tavira e "destina--se aos idosos que necessitam de cuidados continuados, de modo a contribuir para melhorar as suas condição de vida".

APONTAMENTOS

SOLIDARIEDADE

O Torneio de Golfe Portugal Solidário, a decorrer em Vale do Lobo, tem o objectivo de angariar fundos em benefício da Associação Humanitária de Doentes de Parkinson e Alzheimer.

ANGARIAÇÃO

Apesar de a competição ter sido prejudicada pela chuva que caiu no Algarve, durante a manhã de ontem foram angariados "67 500 euros" para os doentes de Parkinson e Alzheimer, segundo informou o próprio presidente.

Ver comentários