Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
2

Cavaco Silva antevê crise

Com o avançar da campanha, Cavaco Silva vai aumentando o tom do discurso, os recados ao Governo e aos outros agentes políticos. Ontem, na Guarda, o candidato presidencial advertiu o País de que à crise económica e social pode também juntar-se uma "grave crise política".
13 de Janeiro de 2011 às 00:30
O candidato Cavaco Silva visitou uma associação de apoio social em Cabreiras, concelho de Almeida
O candidato Cavaco Silva visitou uma associação de apoio social em Cabreiras, concelho de Almeida FOTO: Tiago Petinga/Lusa

"Nós não podemos de facto excluir a possibilidade de ocorrer uma crise grave em Portugal, não apenas no plano económico e no plano social, mas também no plano político", referiu o actual Presidente. E para lidar com um cenário dessa crise política, Cavaco defendeu ser necessário ter na Presidência da República alguém com experiência para lidar com "situações complexas, muito difíceis, e situações que neste momento ninguém consegue prever". Mais, que garanta o "regular funcionamento das instituições".

O candidato do PSD, CDS e MEP reafirmou que o Chefe de Estado é "a reserva de último recurso em caso de crise grave", avisando que "será exigente em relação ao executivo". "Prestarei uma atenção muito cuidada a todas as leis que receba do Governo ou da Assembleia da República, mas sempre disposto a cooperar quer com a Assembleia, quer com o Governo, para a resolução dos grandes problemas de Portugal", adiantou Cavaco Silva, que ontem visitou localidades dos distritos da Guarda e de Bragança, "terras frias mas de gente quente".

SEGREDO DE ESTADO

Cavaco, o "generoso" O candidato antecipou aos jornalistas que o leilão da dívida pública portuguesa estava a correr relativamente bem. "Generoso" na partilha de informação, ainda o leilão não estava fechado, Cavaco ‘cobrou", bem-humorado, a ‘dica’ aos jornalistas.

CAVACO SILVA PRESIDENCIAIS ELEIÇÕES GUARDA CAMPANHA
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)