Barra Cofina

Correio da Manhã

Política

"Cavaco Silva está a estimular o medo"

O candidato presidencial Fernando Nobre acusou esta quinta-feira o seu adversário Cavaco Silva de "estimular o medo" ao falar na hipótese de ocorrer a prazo uma crise política.
13 de Janeiro de 2011 às 13:52
Nobre afirma ser "o único" candidato capaz de derrotar Cavaco Silva se houver segunda volta nas Presidenciais
Nobre afirma ser 'o único' candidato capaz de derrotar Cavaco Silva se houver segunda volta nas Presidenciais FOTO: Fernando Veludo / Lusa

"Acho que o professor Cavaco Silva está a estimular o medo porque só haverá crise política se efectivamente ele a provocar e isso é a prova de um fim de ciclo", afirmou Fernando Nobre em Beja, onde mostrou mais um apoio do PS, o autarca Jorge Pulido Valente.

Fernando Nobre referiu que "em fim de ciclo, estimula-se o medo", declarando-se "pelo contrário, a incentivar a esperança".

O candidato, pela primeira vez no sul do País desde que começou a campanha eleitoral, afirmou que as declarações de Cavaco Silva a alertar para a hipótese de uma crise política a prazo são "completamente despropositadas e não têm qualquer cabimento".

Nobre deu a entender que se houver uma segunda volta e não a disputar - apesar de continuar a declarar-se "o único" candidato capaz de derrotar Cavaco nesse cenário -, não irá dar o seu apoio a ninguém.

"Caso não fosse a uma segunda volta, o que seria lamentável, há muita gente da minha candidatura, embora eu não desse nunca indicação de voto, que voltaria a votar nos seus partidos tradicionais", declarou.

Mas Fernando Nobre continuou a acusar Manuel Alegre de ter adoptado um "discurso radical" e afirma que os eleitores que tenha à primeira volta "não iriam nunca votar no Manuel Alegre".

Ao lado de Fernando Nobre, o presidente socialista da Câmara de Beja, Jorge Pulido Valente, afirmou preferi-lo a Manuel Alegre, apoiado pelo PS e pelo Bloco de Esquerda, porque "tem o projecto que serve melhor o País e em termos de perfil pessoal tem o adequado para o que o País necessita".

"São pessoas e não projectos político-partidários que estão em jogo" na eleição Presidencial, declarou, acrescentando ter a certeza que "muitos socialistas" estão com Fernando Nobre. 

O autarca afirmou não temer quaisquer represálias partidárias por estar a apoiar um candidato independente.  

fernando nobre cavaco silva presidenciais eleições
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)