Barra Cofina

Correio da Manhã

Política

Cavaco Silva quer autarcas solidários

Se forem atribuídas mais competências aos autarcas no âmbito da solidariedade social, o País só terá a ganhar”, palavras do Presidente da República, Cavaco Silva, na Santa Casa da Misericórdia de Vinhais, onde realçou a preocupação pelo facto de alguns concelhos desta região correrem o risco de “desaparecer” por falta de população.
26 de Novembro de 2006 às 00:00
Cavaco na Santa Casa da Misericórdia em Vinhais
Cavaco na Santa Casa da Misericórdia em Vinhais FOTO: João Abreu Miranda, Lusa
Cavaco Silva foi recebido em Vinhais por muita gente na rua. Palmas, vivas, beijinhos e cumprimentos, ramos de flores mostraram um Presidente satisfeito. “Nestas terras vive pouca gente, senhor Presidente. Mas são pessoas e são precisas quinze por cada quilómetro quadrado. Desapareceram os novos, ficaram os velhos, mas também estes vão desaparecendo. É a vida, senhor Presidente”, disse Américo Pereira, edil de Vinhais, acrescentando que o seu concelho tem o pior lugar no ‘ranking’ do distrito de Bragança.
Cavaco, que hoje está em Coimbra, respondeu dizendo que espera que o Governo tome a decisão de atribuir mais competências aos municípios. “Estou convencido de que a produtividade será maior, já que a proximidade permite-lhes mobilizar mais facilmente a sociedade civil (...) Não podemos ter idosos sem família sozinhos, na solidão, vivendo com miséria e sem respostas institucionais. Agora, têm de lhes dar os respectivos meios para poderem produzir”, disse.
O autarca de Vinhais, pediu desculpa ao Presidente mas tinha de lhe fazer um pedido, “Fico triste, muito triste, de lhe fazer este pedido, mas tem de ser: diga ao sr. ministro que para Vinhais tem de financiar os três lares que lhe solicitaram. Sem favores, por uma questão de justiça social”, disse Américo Pereira.
Cavaco Silva, deixou o autarca de olhos bem abertos quando lhe disse: “Não posso prometer nada. Essa é matéria do Governo. Mas, têm aí os projectos? Então, eu próprio os levo em mão para Lisboa”. Já em Bragança, Cavaco elogiou o autarca José Rodrigues, por vender terrenos na zona industrial a um cêntimo o metro quadrado para cativar empresas, e por dar um subsído de 500 euros por cada bebé que nasce no concelho.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)