Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
2

CDS apresenta alternativa a subida de impostos

O CDS-PP considerou esta quinta-feira no Parlamento que a descrição do Estado da Nação feita por Sócrates “é de tal forma irrealista e fantasiosa que podemos ouvir um dia por parte do primeiro-ministro que Portugal ganhou o campeonato de futebol”.
15 de Julho de 2010 às 17:12
Paulo Portas apresentou alternativas à subida dos impostos
Paulo Portas apresentou alternativas à subida dos impostos FOTO: Tiago Petinga/Lusa

Criticando o facto do Governo “preparar-se para fazer um segundo aumento de impostos no espaço de seis meses”, dada a proposta do Governo de introduzir tectos nas deduções específicas da Educação e Saúde, que deverá permitir um encaixe aos cofres do Estado de 440 milhões de euros. Paulo Portas recorda o efeito recessivo que isso terá na economia portuguesa e avançou com um plano de redução de despesas várias que “torne dispensável esse segundo aumentos de impostos”.

Segundo as oito propostas dos democratas-cristãos, onde se encontra a sugestão do Governo fizer um corte de 10% no esforço financeiro líquido do Estado nas empresas, cortar em 15 % o consumo dos Serviços Integrados do Estado, cortar no número de gestores em empresas públicas e moralizar a aplicação do Rendimento Social de Inserção (RSI), o Executivo pouparia 1050 milhões de euros, “mais do dobro do que pretende obter com o aumento de impostos”.

Para Sócrates, os tectos nas deduções específicas da Educação e Saúde, não constituem um aumento de impostos e é uma proposta que vai avançar. “Queremos introduzir justiça. Pergunto à classe média se querem que os mais ricos deduzam mais”, concluiu.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)