Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
8

CDS deve discutir ideias e só depois a liderança

O presidente da distrital de Lisboa do CDS-PP, António Carlos Monteiro, não está preocupado com a inexistência de um candidato à liderança do partido, porque, diz, “se houver um debate sereno de ideias, a candidatura à liderança aparece naturalmente”.
28 de Março de 2005 às 00:00
O congresso é electivo e está marcado para os dias 22 a 24 de Abril, em Lisboa, mas “o CDS não deve ter pressa. “Primeiro deve fazer uma reflexão séria sobre o seu futuro e discutir ideias, como é sua tradição”, declara Carlos Monteiro, desaconselhando vivamente que se force uma liderança, pois “pode tornar o partido unipessoal”. Recorde-se que no congresso de Braga discutiram-se primeiro as moções e só se soube que Paulo Portas era candidato uma semana antes. O dirigente do CDS chama ainda atenção para a necessidade do partido escolher um líder para sete anos, o que implica, só por si “uma reflexão séria”.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)