Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
4

“CDS não é totalitário”

Em democracia é a coisa mais normal do Mundo. Isto não é um partido totalitário." Foi com estas palavras que Paulo Portas reagiu à disponibilidade de Manuel Queiró para se candidatar à liderança do CDS e à de Nobre Guedes para ir ao congresso "discutir a estratégia para o partido".
26 de Outubro de 2008 às 00:30
Paulo Portas visitou ontem a Feira do Mármore em Vila Viçosa
Paulo Portas visitou ontem a Feira do Mármore em Vila Viçosa FOTO: Alexandre M. Silva

A decisão do líder do CDS de antecipar as directas para Dezembro não está a reunir consenso. Para Martim Borges de Freitas, a antecipação é "um erro político" e Portas deve ir a votos em 2009. O ex-secretário-geral do CDS acusa o líder do partido de se querer "aproveitar dos resultados nos Açores" e não acredita que as directas sirvam para arrumar a casa: "Não me parece que o dr. Paulo Portas se tenha transformado numa dona de casa."

Já António Pires de Lima disse ao CM estar solidário para com Portas, mas considerou " saudável o debate que possa conduzir a outras candidaturas".

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)