Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
1

CDS nas mãos da esquerda parlamentar

O CDS-PP questiona a oportunidade de se avançar para a concessão de construção do troço de TGV Poceirão-Caia e quer a sua suspensão face aos 3500 milhões de euros de gastos envolvidos. Agora, espera que a esquerda parlamentar viabilize a sua apreciação parlamentar, depois de o PSD já ter assegurado o apoio à proposta. Mas, o Governo não vai aguardar pelo debate em Plenário no dia 28 de Maio.
4 de Maio de 2010 às 00:30
Paulo Portas, líder do CDS-PP
Paulo Portas, líder do CDS-PP FOTO: Manuel de Almeida/Lusa

No final desta semana, assina a adjudicação do referido troço.

Mota Soares, líder parlamentar do CDS, garante que o adiamento tem custos "residuais", mas estás nas mãos do BE e do PCP. Os comunistas já admitiram ficar ao lado dos socialistas, mas os centristas ainda aguardam pelo debate. José Manuel Pureza, líder da bancada do BE, garante que não há decisão. Porém, defende a Linha Lisboa-Madrid.

A apreciação parlamentar foi ontem entregue.

Ver comentários