Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
6

CDS-PP TRAVA EXPULSÕES

O Conselho Nacional de Jurisdição do CDS-PP deu provimento ao recurso de defesa apresentado pelos dois militantes do distrito de Vila Real sobre quem pendia um mandado de expulsão, ilibando-os e retribuindo-lhe todos os direitos e deveres e direitos de cidadania à face dos regulamentos do partido.
24 de Fevereiro de 2003 às 00:03
Valdemar Carneiro ficou satisfeito com a  decisão
Valdemar Carneiro ficou satisfeito com a decisão FOTO: Luís C. Ribeiro
Valdemar Carneiro e José Luís Silva Pinto, das concelhias de Chaves e Régua, confirmaram ao CM a recepção da comunicação do órgão nacional do partido que determina "procedente o recurso apresentado", reagiram com moderação: "Não esperava que acontecesse outra decisão. Fico satisfeito porque vejo que ainda existem pessoas que são capazes de entender onde está a verdade e decidir com celeridade", disse Valdemar Carneiro, Secretário da Mesa da Assembleia Distrital, que acrescentou "tudo isto faz parte do passado, o importante agora é as pessoas saibam daqui tirar as ilações devidas para que possamos trabalhar em prol do CDS-PP".

Silva Pinto foi lacónico e enigmático: "Nunca duvidei que os órgãos de jurisdição nacional não veriam quem estava com a verdade. Pena é que, por razões que me ultrapassam, o partido tenha vindo para a praça pública, sem necessidade nenhuma".

"Já escrevi uma carta ao senhor Fernando Ribeiro da Costa, pedindo--lhe desculpa por tudo em que eventualmente o possa ter dito dele, porque graças à sua defesa acérrima de que nunca me tinha telefonado, eu percebi quem, efectivamente, me tinha telefonado, usando para o efeito o nome dele", disse Silva Pinto.

PRESIDENTE DA DISTRITAL ACEITA DECISÃO

Luís Gonzaga, presidente da distrital do CDS-PP de Vila de Real, parece estar farto da polémica que afecta o seu partido há algum tempo, pelo que, em declarações ao Correio da Manhã, defende que “há que seguir em frente”.

Confrontado com a decisão do Conselho de Juridisção de dar provimento ao recurso de defesa de Valdemar Carneiro e José Silva Pinto, Luís Gonzaga afirmou que não tinha conhecimento da decisão.

“Não fui informado de nada. Sou apologista de que as situações sejam resolvidas com rapidez e isso prova que o nosso partido funciona”– declarou o presidente da Distrital do CDS-PP de Vila Real. Luís Gonzaga, que é irmão de Fernando Ribeiro da Costa, esclareceu também que não conhece a base da fundamentação do recurso, acrescentando: “Mas respeito as decisões dos órgãos competentes do partido e agora há que seguir em frente".
Ver comentários