Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
3

Cerca de 80 mil socialistas escolhem a partir de hoje novo líder até 2023

Congresso Nacional do PS realiza-se em 13 locais distintos do país e em espaços que terão de assegurar o cumprimento das normas de distanciamento social.
Lusa 11 de Junho de 2021 às 08:22
António Costa
António Costa FOTO: Paulo Cunha/Lusa
Cerca de 80 mil socialistas votam hoje e nos próximos dias 18 e 19 nas eleições diretas para a escolha do secretário-geral do PS, disputadas entre o atual líder, António Costa, e o dirigente Daniel Adrião.

António Costa, atual primeiro-ministro, é líder do PS desde novembro de 2014, tendo sucedido no cargo a António José Seguro, enquanto o ex-jornalista Daniel Adrião já se candidatou ao lugar de secretário-geral nas eleições diretas de 2016 e de 2018.

Além do novo secretário-geral, que terá um mandato de dois anos, até junho de 2023, os militantes, simpatizantes registados neste partido e membros da Juventude Socialista com mais de 18 anos vão ainda eleger cerca de 1500 delegados ao Congresso Nacional do PS, que está marcado para os dias 10 e 11 de julho.

Um congresso que, por causa da pandemia da covid-19, se realizará em 13 locais distintos do país e em espaços que terão de assegurar o cumprimento das normas de distanciamento social impostas pela Direção Geral da Saúde (DGS).

Hoje, a eleição do líder e dos delegados ao congresso será por voto eletrónico, e nos dias 18 e 19 de junho a votação será presencial em cada uma das federações socialistas.

Em declarações à agência Lusa, o presidente da Comissão Organizadora do Congresso (COC), o deputado Luís Graça, acredita que a introdução da possibilidade de voto eletrónico permitirá uma maior participação eleitoral.

"No PS, não é a primeira vez que é usada a plataforma de votação eletrónica. As últimas eleições para a Federação da Área Urbana de Lisboa (FAUL) já foram feitas com esse sistema. Mas, de facto, esta será a primeira vez que se usa para uma eleição nacional", refere Luís Graça, também presidente da Federação do Algarve do PS.

No âmbito da COC, segundo Luís Graça, para assegurar a fiabilidade e confidencialidade do sistema de votação eletrónica, foi criada uma comissão de acompanhamento do processo, que teve na terça-feira uma reunião formal com representantes das candidaturas de António Costa e Daniel Adrião.

"Todos os militantes do PS com capacidade eleitoral receberam um sms, no qual se refere que o ato eleitoral eletrónico vai decorrer entre as 09:00 e as 20:00 de hoje. Depois, recebem um link no seu telemóvel, a partir do qual podem votar durante o período atrás mencionado, quer para a eleição do secretário-geral do PS, quer para a eleição dos delegados afetos a cada uma das moções, quer, ainda, para a eleição do Departamento Nacional das Mulheres Socialistas", indica.

Na COC, a expectativa é que a grande maioria dos eleitores exerça o seu direito de voto por via eletrónica já hoje.

"Quem não recorrer à votação eletrónica, por eventual problema técnico, ou por opção, vai ter a oportunidade de votar presencialmente nos dias 18 e 19, consoante as federações. Os cadernos eleitorais vão estar das secções, assinalando quem já votou eletronicamente. Fechada a urna, o presidente de cada secção - só ele tem conhecimento do resultado da votação eletrónica da sua secção - fará a ata com o somatório da votação eletrónica e em urna", explica Luís Graça.

governo (sistema) partidos e movimentos eleições política Luís Graça Daniel Adrião António Costa PS COC
Ver comentários