Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
1

Cerca de 300 sargentos discutem sábado carreiras e estatuto

No final, a ANS promove uma sessão de homenagem aos 'Bravos da Rotunda'.
3 de Outubro de 2014 às 15:38
"Temos preocupações acrescidas sobre o futuro das nossas carreiras", disse António Lima Coelho
'Temos preocupações acrescidas sobre o futuro das nossas carreiras', disse António Lima Coelho FOTO: João Carlos Santos

Cerca de 300 militares vão reunir-se sábado em Lisboa no VII Encontro Nacional de Sargentos para discutir os problemas que afetam as carreiras, assistência na saúde e estatuto profissional.

"Quer o poder político, quer os chefes militares, não nos integram nas discussões que existem sobre o Estatuto Militar das Forças Armadas [EMFAR]. Nós temos por isso preocupações acrescidas sobre o futuro das nossas carreiras e sobre o estatuto profissional", disse à Lusa o presidente da Associação Nacional de Sargentos, António Lima Coelho.

Os cortes nas pensões de reforma, as perspetivas de evolução nas carreiras, e a situação da assistência na saúde serão outros temas em análise no encontro, que decorrerá num hotel em Lisboa.

No final, a ANS, que conta com 3500 associados, promove uma sessão de homenagem aos 'Bravos da Rotunda' junto à estátua do Marquês de Pombal, assinalando o dia em que nove sargentos, ao contrário de muitos outros, não abandonaram o local "permitindo, com a sua conduta, que a Implantação da República triunfasse", disse.

Familiares dos sargentos homenageados estarão presentes, entre os quais o embaixador Rui Tereno, que fará uma intervenção.

Lisboa VII Encontro Nacional de Sargentos Estatuto Militar das Forças Armadas António Lima Coelho
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)