Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
2

Combater alterações climáticas" passa pela reabilitação e transporte urbanos

António Costa esteve na sessão de abertura da Conferência da ONU sobre o Clima, a COP 21.
30 de Novembro de 2015 às 18:43
O primeiro-ministro António Costa
O primeiro-ministro António Costa FOTO: EPA

O primeiro-ministro, António Costa, disse esta segunda-feira, em Paris, que a "reabilitação urbana e transporte urbano" são "a chave para melhores cidades e melhores condições para combater alterações climáticas".

"A eficiência energética por via da reabilitação urbana e de uma outra mobilidade urbana são a chave para salvarmos o planeta nestas alterações climáticas. Esta conferência da COP21 é fundamental para o mundo, mas está nas mãos das presidentes de Câmara e dos Presidentes de Câmara salvar o nosso planeta das alterações climáticas e é fundamental ao nível da Europa e dos Estados fazer uma grande aliança com as cidades para que seja possível salvar o planeta e travar este processo das alterações climáticas", declarou António Costa, ao final da tarde.

António Costa esteve, de manhã, na sessão de abertura da Conferência da ONU sobre o Clima, a COP 21, onde não discursou por não estar inscrito - algo que classificou como "incidente burocrático" e disse que "mais importante que o que se diz é o que se faz".

"Portugal quer estar na vanguarda da alteração do paradigma energético, é hoje um país que tem uma intensidade de energias renováveis muito superior àquilo que é a média da União Europeia", continuou António Costa, sublinhando que o novo ministro do Ambiente vai "manter Portugal nessa boa linha: reabilitação urbana, transporte urbano" e afirmando não ter "a menor das dúvidas que o doutor Moreira da Silva fez um excelente trabalho na preparação da COP".

Ver comentários