Costa diz que "ninguém deixa de ser ministro para ser presidente do Eurogrupo"

Chefe do Governo português foi questionado sobre uma eventual candidatura portuguesa à liderança das reuniões de ministros da zona euro.
30.05.17
  • partilhe
  • 0
  • +
Costa diz que "ninguém deixa de ser ministro para ser presidente do Eurogrupo"
O primeiro-ministro português, António Costa Foto Lusa
O primeiro-ministro, António Costa, afirmou esta terça-feira que uma eventual presidência do Eurogrupo pelo ministro das Finanças, Mário Centeno, não o retira do seu ministério, porque as regras obrigam a que seja um governante o presidente da entidade.

"A regra é que o presidente do Eurogrupo é ministro. Ninguém deixa de ser ministro para ser presidente do Eurogrupo", assinalou Costa, que falava em conferência de imprensa no final da cimeira entre Portugal e Espanha, em Vila Real.

O chefe do Governo português foi questionado sobre uma eventual candidatura portuguesa à liderança das reuniões de ministros da zona euro, e lembrou que "o ministro Centeno já disse que se a questão se puser está disponível".

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!