Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
4

Costa diz que País está a formar uma geração ainda mais bem preparada que a atual

Primeiro-ministro considera ter valido a pena a aposta na educação, na anterior legislatura.
Lusa 6 de Janeiro de 2020 às 15:34
António Costa
António Costa FOTO: João Relvas
O primeiro-ministro, António Costa, disse esta segunda-feira ter valido a pena a aposta na educação, na anterior legislatura, porque permite formar uma geração que ainda vai estar mais bem preparada do que a atual.

"Nós hoje dizemos, com muito orgulho, que, finalmente, temos a geração mais bem preparada de sempre, mas há outra história que é preciso começarmos a contar, é que nós estamos a preparar a geração que ainda vai ser melhor preparada do que a atual", afirmou o chefe do Governo.

Discursando em Fafe, no distrito de Braga, onde hoje inaugurou as obras de remodelação e ampliação de duas escolas, representando um investimento de cerca de 10 milhões de euros, António Costa reafirmou que a aposta na educação "vai ser absolutamente decisiva para o futuro, para a transformação da sociedade e para a transformação do tecido económico".

O primeiro-ministro recordou que "o país viveu uma crise profunda", durante a qual as obras nas escolas foram paradas ou nem sequer iniciadas".

"E, pior ainda", observou, "quando se programou o atual quadro do Portugal 2020 foi considerado que o investimento nas escolas não era prioritário".

"Do antigo QREN para o atual quadro do Portugal 2020, o investimento baixou de dois mil e duzentos milhões de euros para trezentos e cinquenta milhões", recordou, elogiando o ministro da Educação pelo trabalho que realizou, por ter ajudado a criar as condições para "recomeçar as obras que estavam paradas ou arrancar com obras que nem sequer tinham sido iniciadas". Para o trabalho realizado contribuíram, referiu ainda, duas reprogramações sucessivas dos quadros comunitários.

O ministro da tutela tinha afirmado antes que nos últimos anos foram investidos 350 milhões de euros na renovação de escolas, beneficiando 200 estabelecimentos.

Para o chefe do Governo, "é muito importante, simbolicamente, verificar que este esforço valeu a pena"

"Este esforço acontece um pouco por todo o país e assim deve continuar a ser. É muito o importante que quando se discute orçamento podermos fazer as escolhas certas para saber onde é que investimos", reforçou.

Ao longo da manhã, António Costa, acompanhado do ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues, e do presidente da Câmara de Fafe, Raul Cunha, visitou a Escola Secundária de Fafe, onde estudam cerca de 1.500 alunos, e a Escola Carlos Teixeira, do segundo e terceiro ciclos do ensino básico, frequentada por 1.350 alunos, ambas recentemente remodeladas, após décadas de utilização.

O chefe do Governo deixou elogios ao trabalho das duas comunidades educativas: "Aquilo que nós estamos aqui a formar são os cidadãos de amanhã. É muito importante termos profissionais competentes, mas para termos profissionais competentes, empresas competentes e instituições competentes, temos, acima de tudo, de ter excelentes cidadãos e é isso que está aqui a ser feito".

Dos cerca de 10 milhões de euros investidos na remodelação e ampliação dos dois estabelecimentos escolares, cerca de 4,4 milhões foram assumidos pela autarquia de Fafe, no âmbito de uma parceria assumida como o Governo, sinalizou, por outro lado, o presidente da câmara.

Raul Cunha agradeceu o apoio do Governo e referiu que o esforço financeiro da câmara para a concretização das duas obras, que eram reclamadas há muito tempo, traduz uma aposta política e estratégica do concelho no contexto da educação.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)