Barra Cofina

Correio da Manhã

Política

Costa quer mais ciclovias e a cidade menos poluída

As preocupações ambientais poderão ter um lugar de destaque no programa eleitoral do candidato do PS à presidência da Câmara Municipal de Lisboa. E isto porque, segundo António Costa, “Lisboa é a segunda cidade da Europa com piores índices de qualidade do ar”.
4 de Junho de 2007 às 00:00
António Costa quer lisboetas a pedalar mais na frente ribeirinha da cidade
António Costa quer lisboetas a pedalar mais na frente ribeirinha da cidade FOTO: Inácio Rosa / Lusa
Com o objectivo de alertar para este tipo de problemas, o ex-ministro da Administração Interna fez ontem, de bicicleta, o percurso entre o Príncipe Real e o Cais do Sodré e mostrou-se disponível para estimular o uso de bicicletas dentro da cidade.
“Quem tem esta frente Tejo, é uma tentação imaginar uma ciclovia de Belém até ao Parque das Nações”, afirmou António Costa, no final da acção de pré-campanha.
O convite ao candidato socialista partiu da Federação Portuguesa de Cicloturismo para “desmentir a ideia de que em Lisboa não há condições para andar de bicicleta”. Na verdade, há quem defenda que a cidade de Lisboa é demasiado acidentada (além do trânsito caótico), para permitir o uso de bicicleta. Aliás, o percurso feito ontem por António Costa foi inicialmente a descer (do Cais do Sodré à Torre de Belém) e em terreno plano (até ao Parque das Nações). Por isso, não admira que tenha confessado: “Foi uma boa experiência. Há muitos anos que não andava de bicicleta.”
Note-se que o ex-ministro da Administração Interna não acompanhou o pelotão de ciclistas na recta final, que implicava subir do Cais do Sodré até ao Largo do Carmo. Certamente por ser a subir... E, nessas condições, os santos já não ajudam.
“Entregaram-me uma série de propostas, que passam pela construção de mais ciclovias e de estímulos ao uso da bicicleta na cidade”, explicou Costa. A construção de parques de estacionamento para bicicletas e mais facilidade para transportar as bicicletas nos transportes públicos foram algumas das propostas dos cicloturistas que o candidato socialista promete levar em conta no seu programa eleitoral, a ser concluído.
Além da promoção do uso da bicicleta, António Costa sublinhou a importância da promoção da utilização dos transportes públicos em Lisboa.
MUDANÇA NO PARQUE MAYER
António Costa defende a criação de um espaço de lazer nos terrenos do Parque Mayer, articulado com o Jardim Botânico. “Independentemente de quem fique com os terrenos do Parque Mayer, eu quero uma zona de lazer, com equipamentos culturais, articulada com o Jardim Botânico e com a requalificação da zona pedonal da Avenida da Liberdade”, assegurou o candidato do PS anteontem à noite no encerramento da convenção ‘Unir Lisboa’. Costa recusou um projecto “megalómano” para o Parque Mayer. O ex-ministro definiu três eixos de actuação para a sua candidatura, centrados no planeamento estratégico e na revisão do PDM, na sustentabilidade da cidade e no voltar do governo da cidade para uma dimensão estratégica.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)