Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
8

Costa quer mais segurança para os peões

O candidato do PS à autarquia lisboeta, António Costa, lamentou esta segunda-feira o “elevado” número de atropelamentos, defendendo medidas que reforcem a segurança nas passadeiras e uma alteração da temporização dos semáforos em benefício dos peões.
18 de Junho de 2007 às 15:51
De acordo com os dados apresentados pelo ex-ministro, em 2006 houve 252 acidentes com vítimas na cidade, dos quais 101 foram atropelamentos. Destes, o candidato socialista afirmou que resultaram 11 mortes e cerca de 150 feridos com alguma gravidade.
“Estes números mostram que Lisboa é insegura para o peão. Por isso, impõem-se medidas para reforçar a segurança de quem circula a pé na cidade”, defendeu António Costa, propondo o reforço da segurança na travessia das passadeiras e uma alteração dos tempos dos semáforos.
“Temos que ter o tempo dos semáforos calculado peara a capacidade dos peões e não para ansiedade dos automobilistas”, salientou o ex-governante.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)