Barra Cofina

Correio da Manhã

Política

Cristas vence Leal Coelho em Lisboa

Fernando Medina cai em relação aos resultados do PS em 2013.
Hugo Real 23 de Setembro de 2017 às 09:09
Assunção Cristas
Assunção Cristas
Teresa Leal Coelho
Teresa Leal Coelho
Assunção Cristas
Assunção Cristas
Teresa Leal Coelho
Teresa Leal Coelho
Assunção Cristas
Assunção Cristas
Teresa Leal Coelho
Teresa Leal Coelho
Fernando Medina não deverá igualar os resultados de António Costa em 2013 (50,9% e 11 vereadores). Ainda assim, e de acordo com a sondagem CM/Aximage, a vitória, com maioria absoluta, parece garantida, já que Medina deve atingir os 47% e eleger 9 ou 10 vereadores. E, independentemente do voto, 70,6% dos inquiridos acreditam que Medina sairá vencedor a 1 de outubro.

Assim, a grande luta parece ser para o segundo lugar. Em 2013, o PSD e o CDS, em coligação, obtiveram 22,4% dos votos e quatro vereadores. Agora concorrem sozinhos e Assunção Cristas, com 12,6% das intenções de voto (2 a 3 vereadores), vence Teresa Leal Coelho, que obtém 10,9% (e os mesmos 2 a 3 vereadores).

Em perda em relação às últimas autárquicas (em que registou 9,85%) está a CDU, que tem 8,5% das intenções de voto. Ainda assim, deverá manter dois vereadores. Em sentido contrário está o BE, que deve melhorar dos 4,6% obtidos em 2013 para 5,5%, o que garante a eleição de Ricardo Robles como vereador, algo que os bloquistas não conseguem desde 2005.

A sondagem indica ainda que 43,6% dos eleitores dão uma avaliação positiva à atuação da autarquia no último mandato, enquanto 39,9% dizem que foi "assim-assim". Já 12,6% consideram que esta foi negativa.

FICHA TÉCNICA
Universo Indivíduos inscritos nos cadernos eleitorais em Portugal com telefone fixo no lar ou possuidores de telemóvel.

Amostra Aleatória e estratificada (região, habitat, sexo, idade, escolaridade, atividade e voto legislativo) e representativa do universo e foi extraída de um subuniverso obtido de forma idêntica. A amostra teve 600 entrevistas efetivas: 270 a homens e 330 a mulheres. A proporcionalidade pelas variáveis de estratificação é obtida após reequilibragem amostral.

Técnica Entrevista telefónica por C.A.T.I., tendo o trabalho de campo decorrido entre os dias 17 e 20 de setembro de 2017,
com uma taxa de resposta de 82,4%. Erro probabilístico Para o total de uma amostra aleatória simples com 600 entrevistas,
o desvio padrão máximo de uma proporção é 0,020 (ou seja, uma "margem de erro" - a 95% - de 4,00%).

Responsabilidade do estudo Aximage Comunicação e Imagem Lda., sob a direção técnica de Jorge de Sá e de João Queiroz.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)