Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
7

Deixei tudo em ordem

Avelino Ferreira Torres não gostou das declarações do presidente da Câmara do Marco, Manuel Moreira, e assegura que quando deixou a autarquia “tudo ficou legalizado”.
31 de Dezembro de 2005 às 00:00
O ex-autarca nega a existência de dívidas assumidas “por compromissos de boca”, como as designou o actual presidente da Câmara ao ‘JN’, adiantando que aquelas ultrapassam os cinco milhões de euros.
“Todas as dívidas estão devidamente deliberadas. Se ele vai nessa conversa de alguns que o tentam enganar, o problema é dele”, afirma Ferreira Torres. “Ele diz que a situação é pior do que imaginava, mas a situação financeira da autarquia era pública. Deveria conhecer a autarquia antes de, irresponsavelmente, apregoar mundos e fundos na campanha eleitoral”, diz Ferreira Torres.
"SITUAÇÃO DESAFOGADA"
A Câmara do Marco tem uma dívida de 61 milhões de euros, para pagar em 20 anos, conforme foi negociado pelo executivo de Ferreira Torres. Apesar disso, o ex-presidente do Marco não entende que haja razões para preocupação. “O dr. Lindorfo Costa, meu vereador para a área financeira disse-me que ele tinha ficado desafogado”, garante Avelino, que contra-ataca: “Ele que explique o que fez a dois milhões de euros que recebeu em Novembro e Dezembro”.
Ao tomar posse do gabinete da presidência, Manuel Moreira reparou num cofre dissimulado na parede e numa porta oculta pelo forro de revestimento de madeira da sala. Trata-se de uma entrada blindada, que abre por código e que acede a uma escada em caracol que dá para uma saída alternativa para a rua, através do posto de turismo.
PERIGO DOS GRAVADORES
Manuel Moreira mostrou estas ‘excentricidades’ a Jorge Sampaio, aquando da recente visita do Presidente da República ao Marco de Canaveses.
Ferreira Torres tenta retirar dramatismo a estas revelações, para as quais tem uma explicação curiosa: “Durante muitos anos, o meu gabinete tinha a porta aberta, nem sequer tinha chave, pois eu perdi-as frequentemente. A partir de determinada altura, disseram-me que poderiam colocar gravadores no gabinete. Então, mandei colocar um código de acesso.
O gabinete estava forrado a madeira, tinha um cofre na parede de que só se via uma asa para abrir. A tal porta de acesso ao exterior já existia, não a mandei abrir. Utilizei-a uma dúzia de vezes ao longo de 23 anos. Qual é o crime disto tudo?”, diz Ferreira Torres.
MOREIRA OLHA PARA O FUTURO
O presidente da Câmara do Marco de Canaveses, Manuel Moreira, afirma não querer protagonizar qualquer polémica com o seu antecessor. “A minha preocupação é com o futuro do concelho. O passado só me interessa para reflectir sobre as melhores decisões”, disse ao CM, o autarca.
Apesar de se afirmar ciente da situação económica da Câmara, o presidente da autarquia considera que tal condição só aumenta o desafio:
“Não me deixo paralisar pelos problemas. A população do Marco de Canaveses elegeu-me para os resolver e não para me lamentar. E não desiludir os marcoenses. Há muito por fazer e por onde fazer. Tenho vários projectos para concretizar, no sector do turismo e outros. Vou desenvolver parcerias com privados e parcerias com o Estado. Se não puder avançar sozinho, procurarei os melhores parceiros. Vou acabar com a mania do recurso à subsídio-dependência e tomar a iniciativa. Além disso, há fundos comunitários à disposição, os quais, para grande surpresa minha, nunca foram estudados ou solicitados”, diz Manuel Moreira.
OUTROS CASOS
FUTEBOL
Ferreira Torres lembra que nenhum jogador do FC Marco ficou sem receber e que ele próprio colocou muito dinheiro pessoal. “Abençoado pontapé nos placardes que dei em 29 de Fevereiro de 2004”, desabafa.
PAPÉIS
O ex-autarca desconhece o desaparecimento de quaisquer papéis, referido por Manuel Moreira. “Não sou arrumador de papéis nem essa era a minha função. Na autarquia havia serviços para esse fim.”
MÁSCULO
Preferindo ironizar sobre o facto do actual presidente ainda não ter sido “namorado por empreiteiros”, Avelino responde: “Sou másculo e macho mas, por azar, no Marco não havia empreiteiras para namorar”.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)