Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
8

Deputado do PS chama "africanista de Massamá" a Passos Coelho

O deputado e presidente da Federação do Baixo Alentejo do PS, Luís Pita Ameixa, chamou esta quinta-feira a Passos Coelho de “africanista de Massamá” numa alusão ao debate entre os líderes dos dois maiores partidos, previsto para as 21h00 de sexta-feira na RTP1.
19 de Maio de 2011 às 21:23
Passos Coelho fez campanha por terras alentejanas
Passos Coelho fez campanha por terras alentejanas FOTO: José Sena Goulão/Lusa

“Esse africanista de Massamá tem de demonstrar amanhã se tem unhas para tocar a guitarra do País”, disse no discurso de campanha do PS em Beja, presenciado e aplaudido pelo primeiro-ministro demissionário, José Sócrates.

Confrontado ao final da tarde pelo CM numa arruada em Évora, Passos Coelho não quis responder ao deputado. “Não me leve a mal. Não comento”, disse o líder social-democrata.

Apesar do silêncio do líder, o CM sabe que a expressão gerou mal-estar no PSD tendo algumas figuras da direcção do partido considerado a frase de “racismo” e de “baixo nível”.

Fernando Seara foi um dos sociais-democratas que responderam a Pita Ameixa: “Também sou africanista.”

A expressão usada por Pita Ameixa, cabeça-de-lista do PS por Beja, surgiu depois de Passos Coelho ter considerado no passado domingo num encontro com imigrantes, na Amadora, ser o “mais africano” de todos os candidatos às eleições legislativas.

O presidente do PSD frisou que a sua ligação a África se deve ao facto de a sua mulher, mãe da filha mais nova de Passos Coelho, ter nascido na Guiné-Bissau.

Passos Coelho Pita Ameixa José Sócrates Évora Beja Africanista de Massamá Guiné-Bissau Alentejo
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)