Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
1

DESCENTRALIZAÇÃO AVANÇA

O primeiro-ministro garantiu ontem, em Barcelos, que os processos de modernização da administração central e da descentralização administrativa são para continuar nos próximos anos. Durão Barroso falava após a inauguração das obras de recoperação e adaptação dos Paços do Concelho de Barcelos, no dia seguinte ao comício que marcou a 'rentrée' do PSD, em Caminha.
1 de Setembro de 2003 às 00:00
Barroso acompanhado pelo autarca de Barcelos, Fernando Reis
Barroso acompanhado pelo autarca de Barcelos, Fernando Reis FOTO: Joao Abreu Miranda/Lusa
"Estamos a fazer uma revolução tranquila no domínio da descentralização, numa óptica de subsidariedade segundo a qual são os órgãos locais os mais próximos dos cidadãos", declarou o chefe do Governo.
Durão Barroso lembrou as recentes alterações legislativas do Governo, que permitem a criação de novas áreas metropolitanas e de comunidades inter-regionais para salientar que "não é em Lisboa que se podem decidir os problemas de Barcelos, das populações de Trás-os Montes ou do Interior do País". O primeiro-ministro salientou, também, que o País tem de "travar o crescimento urbano desgovernado, apelando a políticas de urbanismo que não excluam os habitantes, mas antes sejam factores de promoção de convívio entre as populações".
Na noite anterior, no comício do PSD, Barroso tinha anunciado várias medidas para os próximos anos (ver caixa) ao mesmo tempo que voltava a pedir aos portugueses confiança por mais uma legislatura, até 2010, alegando que o seu projecto de governação "é para uma década e não para um prazo mais curto". O líder do PSD pediu ainda aos portugueses para "pensarem no futuro".
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)