Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
1

Dívida de 24 mil euros por cada português

Em 2000 já as famílias e empresas apresentavam graves níveis de sobreendividamento.
Miguel Alexandre Ganhão(miguelganhao@cmjornal.pt) e Bruno C. Ferreira 29 de Abril de 2017 às 01:30
Pedro Filipe Soares do Bloco de Esquerda
João Galamba do Partido Socialista participaram no estudo
Pedro Filipe Soares do Bloco de Esquerda
João Galamba do Partido Socialista participaram no estudo
Pedro Filipe Soares do Bloco de Esquerda
João Galamba do Partido Socialista participaram no estudo
Está contabilizada a dívida pública de Portugal: são 241,1 mil milhões de euros, o que dá cerca de 24 mil euros por cidadão. Mais de metade (58,2%) está nas mãos de estrangeiros, o resto está nos cofres dos bancos nacionais (30,9%), no Banco de Portugal (9,4%), como investimento das famílias (9,8%) e das empresas (1%).

Estes dados fazem parte do relatório do grupo de trabalho formado pelo PS e BE sobre a ‘Sustentabilidade das Dívidas Externa e Pública’ apresentado ontem. Neste documento, que contou com a colaboração do secretário de Estado do Tesouro, João Leão, para além de Francisco Louçã, João Galamba e Pedro Filipe Soares, lê-se que o endividamento da economia portuguesa se tem acumulado ao longo de décadas. "Em 2000, as empresas e as famílias portuguesas apresentavam um dos níveis mais elevados de endividamento no contexto da UE".

Para contrariar este fenómeno os autores dão um conjunto de sugestões. Entre elas está a utilização de parte das reservas do Banco de Portugal, o pagamento antecipado da dívida ao FMI, a conversão em dívida perpétua dos ativos comprados pelo BCE e o alargamento para 60 anos dos prazos de pagamento aos credores europeus com descida dos juros, uma intenção que o Fundo de Resgate europeu já disse esta sexta-feira não poder fazer.

O líder do PSD, Passos Coelho, reagiu a estas propostas acusando o governo de "querer deitar a mão às reservas do Banco de Portugal".
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)