Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
4

Durão recebe 7 mil euros de reforma vitalícia

Ex-líder pode acumular com salário no setor privado, o qual pode chegar a 5 milhões.
Cristina Rita 29 de Setembro de 2016 às 01:45
Durão Barroso
Durão Barroso FOTO: Peter Muhly / AFP
O ex-presidente da Comissão Europeia José Manuel Durão Barroso recebe desde o dia 1 de abril a reforma vitalícia antecipada daquela instituição, no valor de 7 mil euros brutos mensais.

As regras de Bruxelas ditam que a pensão seja pedida aos 65 anos. Ao solicitar a reforma aos 60 anos, a Comissão Europeia (CE) aplicou a Barroso um corte de cerca de 4 mil euros mensais.

Segundo o jornal dinamarquês ‘Politiken’, o ex-presidente da CE acumula este valor com o salário do Goldman Sachs. Para a Comissão Europeia "não há qualquer lei que proíba a acumulação da pensão com o salário de um novo emprego".

Assim, e tal como o CM já noticiou, o valor anual do rendimento de Barroso pode atingir cerca de cinco milhões de euros, segundo fontes do setor.

A decisão de aceitar um cargo no Goldman Sachs tem merecido contestação na Comissão Europeia e obrigou o primeiro-–ministro, António Costa, a pedir esclarecimentos ao presidente da Comissão, Jean-Claude Juncler , sobre a retirada de alguns privilégios a Barroso.

O Goldman Sachs é um dos maiores bancos de investimento do Mundo. Especialistas têm atribuído ligações entre o banco e as crises da dívida soberana em alguns países.
Bruxelas Comissão Europeia Barroso Goldman Sachs Comissão política reforma
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)