Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
6

“É hora de parar com a chantagem”

"Está na hora de o Governo parar de fazer chantagem com a Oposição, até porque a chantagem é a força de quem não tem a consciência tranquila", disse Miguel Relvas, ontem, em Gondomar, onde encerrou a convenção autárquica distrital do PSD-Porto.
10 de Outubro de 2010 às 00:30
Miguel Relvas, secretário-geral do PSD, diz que o Governo “não tem a consciência tranquila”
Miguel Relvas, secretário-geral do PSD, diz que o Governo “não tem a consciência tranquila” FOTO: Marta Vitorino

O secretário-geral do PSD reage assim ao ministro das Finanças, Teixeira dos Santos, que disse estar "aberto a medidas alternativas do PSD". Miguel Relvas desvaloriza a abertura do Governo, assim como desvaloriza as notícias que referem a intenção de José Sócrates se demitir caso o Orçamento não seja aprovado.

O PSD não revela a posição antes do documento ser conhecido no Parlamento, do dia 15. "Queremos saber qual o motivo para este buraco nas contas públicas e conhecer os cortes na despesa", diz Miguel Relvas. "Pelo que se está a saber sobre o monumental despesismo do Estado, que até passa por gastar milhões de euros na promoção da imagem dos governantes, temos mesmo que conhecer o Orçamento", refere Relvas.

Contudo, a liderança social-democrata não acredita que o Governo queira recuar ou negociar com o PSD, e entende que as últimas declarações de membros do Executivo servem apenas para tentar responsabilizar o PSD por uma eventual crise política no País, com consequências imprevisíveis ao nível internacional.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)