Eduardo Cabrita diz que descentralização deveria ter ido mais longe mas foi preciso "prudência"

O ministro justificou o facto de não se ter ido mais além com "a necessidade de gerar consenso".
Por Lusa|13.02.19
  • partilhe
  • 0
  • +
O ministro da Administração Interna defendeu esta quarta-feira que se deveria ter ido mais além na descentralização para as autarquias, mas, num país "onde o centralismo tem muitas cabeças", foi necessário "gerar consenso" e avançar com "toda a prudência".

"Devíamos ir mais além. Sou o primeiro a dizê-lo. A qualidade da resposta e o escrutínio daquilo que é a decisão pública justificariam que fossemos mais além", disse Eduardo Cabrita, durante o "Fórum Políticas Públicas 2019 - Desenvolvimento, Descentralização e Poder Local", organizado pelo ISCTE - Instituto Universitário de Lisboa.

O ministro justificou o facto de não se ter ido mais além com "toda a prudência" e com "a necessidade de gerar consenso" face às "cautelas múltiplas e reservas" que existem "num país em que o centralismo tem muitas cabeças, de paternalismo conservador, algum neo-jacobinismo pretensamente igualitário" e "a visão tecnocrática simples de achar que isto são questões demasiado técnicas que só podem ser resolvidas junto do Terreiro do Paço".

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!