Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
8

ESPANHA ACONSELHA ILEGAIS A PARTIR

O secretário de Estado espanhol para a Imigração, Enrique Fernández Miranda, aconselhou ontem os 400 imigrantes ilegais que se encontram barricados numa universidade de Sevilha a regressarem aos seus países de origem, avisando que a Lei de Estrangeiros “existe para ser cumprida”.
12 de Junho de 2002 às 13:59
Perante as dificuldades em resolver esta crise, o ministro do Interior de Espanha - país que preside à União Europeia - declarou que os Quinze vão fazer depender a cooperação com outros países do empenho destes em combaterem a imigração ilegal.
“Quando alguém vai procurar trabalho noutro país e não o encontra, o melhor que tem a fazer é regressar a casa”, declarou Miranda, referindo-se especificamente aos imigrantes ilegais que se encontram encerrados no interior da Universidade San Pablo de Olavide, em Sevilha.

Estas 400 pessoas, na sua maioria de origem magrebina e subsaariana, entraram em Espanha como trabalhadores temporários para a apanha do morango e de outros produtos agrícolas, mas ao contrário do que sucedia anteriormente, este ano depararam-se com a concorrência dos imigrantes de Leste e agora recusam abandonar o país.

Nas suas declarações, o secretário de Estado considerou que estes imigrantes “escolheram a pior via possível para conseguirem um acordo com a sociedade espanhola” e aproveitou para lhes pedir que “tenham consciência de que a Lei de Estrangeiros foi feita para ser cumprida”, sublinhando que “o governo não tem culpa de fenómenos como o do predomínio dos imigrantes de Leste”.

Os imigrantes que se barricaram no interior da universidade sevilhana reiteraram ontem que o seu protesto só terminará quando o governo espanhol responder às suas exigências sociais e laborais.
Esta crise está assumir tais contornos que o ministro espanhol do Interior salientou que a partir de agora a União Europeia vai adoptar a política de “só ajudar na medida em que a ajudarem”.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)