Barra Cofina

Correio da Manhã

Política

Espionagem: Passos Coelho ordena inquérito

O primeiro-ministro ordenou ao secretário-geral do Sistema de Informações da República Portuguesa (SIRP) a abertura de um inquérito sobre a alegada espionagem a um jornalista, que considera de "grande gravidade", disse à Lusa fonte do seu gabinete.
27 de Agosto de 2011 às 19:44
Passos Coelho vai receber Júlio Pereira, na próxima segunda-feira, para discutir o caso
Passos Coelho vai receber Júlio Pereira, na próxima segunda-feira, para discutir o caso FOTO: Lusa

"O primeiro-ministro recebeu com extrema preocupação" a notícia sobre uma alegada espionagem a um jornalista por parte dos serviços de informações secretas, adiantou à Lusa fonte do gabinete de Pedro Passos Coelho.         

O jornal ‘Expresso' noticia neste sábado que o Serviço de Informações Estratégicas do Estado (SIED) "espiou" o telemóvel de um antigo jornalista do Público, Nuno Simas, actualmente director adjunto de informação da Lusa, "com o objectivo de descobrir as eventuais fontes do jornalista".         

De acordo com a mesma fonte, o chefe do Governo classifica este caso como "de grande gravidade" e considera que deve ser "plenamente e cabalmente investigado e esclarecido".         

Nesse sentido, "o primeiro-ministro ordenou ao secretário-geral do SIRP, Júlio Pereira, a abertura de um inquérito que investigue e esclareça este caso".         

Passos Coelho vai receber Júlio Pereira, na próxima segunda-feira, para discutir o caso, adiantou ainda a mesma fonte.

A Procuradoria-Geral da República (PGR) vai também abrir um inquérito ao caso.  

De acordo com a mesma fonte, o inquérito "vai ser aberto no Departamento de Investigação e Acção Penal [DIAP] de Lisboa, onde já correm outros [processos] referentes a escutas".   

pgr passos coelho governo espionagem jornalista público
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)