Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
5

ESQUERDA UNIDA DEBATE CONSTITUIÇÃO EUROPEIA

Os renovadores comunistas realizam no próximo sábado um debate sobre a Constituição europeia, que vai juntar o ex-líder parlamentar do PCP Carlos Brito, o socialista Luís Filipe Madeira e o deputado bloquista Luís Fazenda.
2 de Dezembro de 2003 às 00:00
Carlos Brito
Carlos Brito FOTO: mira
O debate, nas instalações do Instituto Português da Juventude de Faro, Algarve, é organizado pela Renovação Comunista, movimento formado por militantes e ex-militantes do PCP que discordam da linha oficial do partido.
Carlos Brito, auto-suspenso do PCP, afirmou que o movimento vai esperar pelo fim dos trabalhos da conferência intergovernamental que está a analisar o tratado constitucional para tomar uma posição definitiva sobre o documento.
"Defendemos que o tratado deve ser referendado, mas ainda não tomámos uma posição definitiva pelo sim ou pelo não", embora "para já haja muitas reservas" disse Carlos Brito.
O ex-dirigente comunista criticou a posição do PCP sobre a matéria, que na sua opinião "é de excluir à partida qualquer aspecto positivo no documento e de rejeitar a integração europeia".
O debate de sábado é o segundo organizado pelos renovadores sobre questões europeias no qual participam dirigentes do PS e do Bloco de Esquerda.
Os renovadores defendem que o texto final do tratado assuma o princípio da igualdade entre os Estados membros da União Europeia, a criação de uma segunda câmara com representação paritária, e a manutenção, na comissão europeia, de um comissário de cada Estado com direito a voto.
Quanto ao referendo, os renovadores pretendem que os partidos com assento parlamentar aproveitem a revisão constitucional para alterar a Constituição portuguesa de forma a ser possível referendar o texto do tratado.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)