Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
6

Estado deve mil milhões a Lisboa

O Estado deve cerca de mil milhões de euros à Câmara Municipal de Lisboa, segundo o único relatório, datado de 1990, no qual é feito um balanço das dívidas da Administração Central ao município, elaborado durante o mandato de Krus Abecassis (CDS). Em causa, estão expropriações como as dos terrenos do aeroporto da Portela e da ponte 25 de Abril.

5 de Dezembro de 2008 às 00:30
Estado deve mil milhões a Lisboa
Estado deve mil milhões a Lisboa

Contactado pelo CM, o actual vereador das Finanças, Cardoso da Silva, confirmou a existência desta dívida, mas recusou alongar-se em explicações. "Essa é uma matéria que está entregue aos tribunais, trata-se de uma acção que já tem uns vinte anos", justificou.

Sobre o facto de a autarquia ser credora do Estado, o vereador com a pasta das Finanças apenas fez questão de esclarecer que "é intenção da Câmara cobrar tudo o que são dívidas". E acrescentou: "Mas para isso o devedor tem de as aceitar."

Ainda esta semana, a autarquia aprovou por unanimidade uma proposta, da autoria do movimento Lisboa com Carmona, que prevê que o gabinete de Cardoso da Silva faça um levantamento em 90 dias do património municipal ocupado pela Administração Central. O objectivo é que o Estado, enquanto inquilino em Lisboa, passe, a partir de 2009, a pagar as respectivas rendas e IMI à autarquia.

OUTROS DADOS

"INVASÃO ILEGAL"

Os proprietários do terreno do antigo Aquaparque, no Restelo, acusam José Sá Fernandes de invadir ilegalmente o recinto, mas o vereador invoca o "interesse público" para ter forçado a entrada sem decisão judicial na semana passada.

GREVE DO LIXO

António Costa reagiu à greve dos trabalhadores de higiene urbana, marcada para a próxima semana, para dizer que a paralisação não visa melhorar as condições de vida dos trabalhadores, mas "dificultar" o trabalho do executivo.

 

Ver comentários