Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
1

António Costa diz que Estado "vai voltar este ano a adquirir obras de arte contemporânea"

"É uma responsabilidade e um dever dos poderes públicos fomentar a arte contemporânea", sublinhou o primeiro-ministro.
Lusa 15 de Maio de 2019 às 21:18
Primeiro-ministro, António Costa
António Costa
António Costa
António Costa
Primeiro-ministro, António Costa
António Costa
António Costa
António Costa
Primeiro-ministro, António Costa
António Costa
António Costa
António Costa

O primeiro-ministro, António Costa, garantiu esta quarta-feira, em Lisboa, que 2019 "vai ser mesmo o ano em que o Estado vai voltar a adquirir arte contemporânea, de forma a enriquecer o seu acervo", para promover a cultura no país.

O chefe do Governo falava na sessão de inauguração da ARCOlisboa, na Cordoaria Nacional, na capital portuguesa, onde o certame dedicado à arte contemporânea vai decorrer até domingo, em quarta edição, com 71 galerias de 17 países.

"É uma responsabilidade e um dever dos poderes públicos fomentar a arte contemporânea", sublinhou António Costa, acrescentando que, para isso, decidiu, como tinha anunciado no ano passado, avançar com a constituição de um fundo de 300 mil euros para a aquisição de obras de arte.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)