Barra Cofina

Correio da Manhã

Política

EUROPA EM SUSPENSO

A Europa estava ontem suspensa do resultado do segundo referendo irlandês ao Tratado de Nice, que abre caminho à adesão de novos países à União Europeia e que altera o número de votos e assentos dos Estados-membros nas principais instituições da UE.
20 de Outubro de 2002 às 00:04
A meio do dia, a afluência às urnas não era muito elevada, mas as autoridades locais previam que a taxa de abstenção fosse mais baixa que a registada no primeiro referendo ao tratado, em Junho do ano passado, que resultou num “não”.
As últimas sondagens divulgadas em Dublin apontavam para a vitória do “sim” com 42%, enquanto o “não” deveria ficar-se pelos 29%. Vários líderes europeus juntaram-se ao primeiro-ministro irlandês, Bertie Ahern, e apelaram aos irlandeses para votarem a favor do tratado.

O presidente da Comissão Europeia, Romano Prodi, avisou que um segundo “não” irlandês a Nice “não seria um problema, mas uma tragédia”. Por seu lado, o primeiro-ministro dinamarquês e presidente em exercício da UE, Anders Fogh Rasmussen, declarou que “se o tratado for rejeitado a Europa enfrentará uma crise sem precedentes” tanto a nível político, como económico.

A Irlanda é o único Estado-membro que ainda não ratificou o documento, pelo que tanto os Quinze, como os países candidatos estão de olhos postos em Dublin. O suspense é de tal modo elevado que os líderes polacos já combinaram beber uma “Guinness” – a cerveja típica da Irlanda – juntos se o resultado for positivo.

Consequências

Se os três milhões de eleitores irlandeses disserem “não” ao Tratado de Nice, pela segunda vez, as consequências serão graves. O processo de alargamento será atrasado, mas esta não é a única consequência e as outras prejudicam a própria Irlanda. Dublin começará por perder influência e poder negocial entre os Quinze. Além disto, a não entrada em vigor do documento implica que o número de votos e assentos dos Estados-membros nas instituições europeias volte a ser revisto. Ora, Nice é bastante favorável aos Estados mais pequenos da UE, entre os quais se encontra a Irlanda.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)