Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
2

FERRO FAZ CRÍTICAS A BARROSO

O secretário-geral do Partido Socialista, Ferro Rodrigues, acusou ontem o primeiro-ministro Durão Barroso de ter tomado uma atitude "contrária ao interesse do Estado português" ao referir que o défice de 2001 foi de 3,9 por cento. Ferro Rodrigues falava aos jornalistas em Ouguela, concelho de Campo Maior, no início de uma visita ao distrito de Portalegre.
29 de Junho de 2002 às 23:12
"A luta partidária tem de ser travada no estrito limite dos interesses do Estado português este é o momento menos apropriado para que uma informação interna e confidencial como aquela tenha sido expressa", frisou o líder socialista.

O secretário-geral do PS reagia à revelação feita por Durão Barroso na Assembleia da República, na semana passada, de que o défice orçamental português foi de 3,9 por cento em 2001. Uma revelação que não agradou nada à Comissão Europeia e que surpreendeu o Banco Central Europeu .
Ver comentários