Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
6

Filho de membro do júri vence concurso

A Câmara de Salvaterra de Magos, a única liderada pelo Bloco de Esquerda, contratou um engenheiro civil cujo pai foi membro do júri do concurso que lhe garantiu o emprego. Vítor Hugo Marques Abalada, recém-licenciado, foi o primeiro classificado no concurso público cujo júri tinha como vogal suplente o seu pai, José Gabriel Marques, chefe da divisão financeira.
10 de Outubro de 2010 às 00:30
Câmara de Salvaterra de Magos
Câmara de Salvaterra de Magos FOTO: Jorge Paula

"Não há ilegalidade nem houve interferência, porque o pai foi vogal suplente e não efectivo do júri e não participou directamente em nenhum acto concursal de avaliação de candidatos ou realização de provas", disse uma fonte da autarquia.

Já o vereador Hélder Esménio (PS) lamenta que "o processo seja omisso" em relação a essa questão. "Não duvido de que seja legal, mas devia existir um parecer jurídico que valide a tramitação seguida", porque "estão em causa questões que devem ser sempre avaliadas do ponto de vista ético", acrescentou Hélder Esménio.

DIREITO DE RESPOSTA

Direito de resposta à notícia ‘Engenheiro civil recém-licenciado contratado para a Câmara de Salvaterra de Magos’ (10/10/2010):

"Refere o título da notícia ‘Recém-licenciado’. Vamos aos factos: Concluí na Universidade de Coimbra em 4 de Setembro de 2008 o Mestrado Integrado em Engenharia, da Faculdade de Ciências e Tecnologia; sou membro efectivo da Ordem dos Engenheiros, inscrito na região centro sob o nº 7226 e agrupado na especialidade de Engenharia Civil; durante 2008, 2009 e 2010, prestei serviço como Eng. Civil, na Universidade de Coimbra, Divisão de Gestão de Edifícios, Equipamentos e Infra-estruturas, divisão em tudo similar aquela (DOMSU) onde desempenho funções na autarquia de Salvaterra de Magos".

Vítor Hugo dos Santos Marques Abalada

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)