Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
4

Fim de gravatas rende 136 mil €

O fim das gravatas no Ministério do Ambiente, durante o Verão, resultou numa poupança de 136 mil euros. Os números foram revelados pela ministra Assunção Cristas, que escolheu a sua página pessoal do Facebook para responder àqueles que, por ocasião da implementação da iniciativa, a rotularam de ser meramente simbólica.
26 de Dezembro de 2011 às 01:00
Ministra Assunção Cristas escolheu a página pessoal do Facebook para revelar os “factos”
Ministra Assunção Cristas escolheu a página pessoal do Facebook para revelar os “factos” FOTO: Nuno Veiga/Lusa

"Para quem tanto criticou a iniciativa ‘ar cool’ [abolição de gravatas no Verão], eis os resultados: menos 11% de consumo energético; menos 395 toneladas de CO2 emitidas; poupança de 136 039 euros. São factos", escreveu a governante.

A dispensa do uso de gravata teve início, no Ministério da Agricultura, do Mar, do Ambiente e do Ordenamento do Território, no dia 29 de Julho. A decisão foi de Assunção Cristas e teve como objectivo "dar resposta a preocupações de carácter ambiental".

De acordo com o despacho então publicado em Diário da República, a iniciativa deverá ser "aplicada todos os anos, entre 1 de Junho e 30 de Setembro", período de tempo durante o qual o Ministério do Ambiente "deve moderar a temperatura dos aparelhos de ar condicionado, estabilizando a temperatura de referência em 25° C".

MINISTRA AMBIENTE ASSUNÇÃO CRISTAS GRAVATAS CRISE POUPANÇA
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)