Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
3

Finanças não obriga Defesa

Do ministro da Defesa, Augusto Santos Silva, recebemos ontem o seguinte esclarecimento:

12 de Fevereiro de 2011 às 00:30
Augusto Santos Silva
Augusto Santos Silva FOTO: Homem de Gouveia/Lusa

"É falso, ao contrário do que se afirma no artigo com o título "Defesa obrigada a mais cortes", publicado em 10 de Fevereiro último, que o Ministro das Finanças tenha "imposto" seja o que for ao seu homólogo do Ministério da Defesa Nacional, ou que tenha havido qualquer espécie de "pressão" É falso, igualmente, que o Ministério das Finanças tenha chamado a Secretária-Geral do Ministério da Defesa Nacional e que esta se tenha deslocado àquele Ministério na sexta-feira passada, como se afirma na citada peça.

A verdade é que, como é habitual, há reuniões de diferentes níveis entre responsáveis do Ministério das Finanças, o Ministro encarregado do acompanhamento da execução orçamental em todos os sectores da Administração Pública e responsáveis dos diversos ministérios sectoriais, incluindo, naturalmente, o Ministério da Defesa Nacional.

Também é verdade que o Ministério da Defesa Nacional tomou e tomará todas as medidas necessárias para assegurar o cumprimento dos objectivos do Orçamento de Estado para 2011 e do Plano de Estabilidade e Crescimento 2010/2013".

Ver comentários