Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
9

Fiscalização “é direito”

O líder da bancada do PS, Carlos Zorrinho, desvalorizou ontem a polémica em redor da intenção de alguns deputados socialistas requererem a fiscalização do Orçamento do Estado (OE) 2012 junto do Tribunal Constitucional, considerando que este "é um direito" individual dos parlamentares.
6 de Janeiro de 2012 às 01:00
A liderança da bancada do PS quer dar o assunto por encerrado
A liderança da bancada do PS quer dar o assunto por encerrado FOTO: Pedro Catarino

No final de uma reunião do Grupo Parlamentar do PS, Zorrinho garantiu, aliás, que a iniciativa, que está a ser trabalhada pelos deputados Vitalino Canas e Alberto Costa, mas que tem a oposição da direcção da bancada, nem sequer foi debatida no encontro. "Esse tema não foi abordado por nenhum deputado e aproveito para dizer que o debate do Orçamento, para o PS, já terminou", começou por dizer. E acrescentou: "Agora o PS está no combate para que esse Orçamento seja aplicado de forma que os sacrifícios dos portugueses possam ser menores." .

Já o deputado socialista Sérgio Sousa Pinto considerou "ignorante" a tese defendida por alguns dirigentes de que a situação financeira se deve sobrepor à fiscalização da constitucionalidade do OE. Para levar esta iniciativa avante, os deputados do PS necessitam de recolher as assinaturas de um décimo dos deputados (23).

OE PS CARLOS ZORRINHO
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)