Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
8

FOME EM ÁFRICA É CULPA DA EUROPA

Na véspera da primeira cimeira entre União Europeia (UE) e Estados Unidos após a guerra no Iraque instalou-se um novo mal-estar entre as duas potências. Na origem desta nova crise está uma afirmação proferida anteontem pelo presidente norte-americano, George W. Bush, acusando a UE de ser responsável pela fome que grassa em África por se recusar a aceitar os alimentos geneticamente modificados.
25 de Junho de 2003 às 00:00
“Para o bem de um continente ameaçado pela fome exorto os governos europeus a porem fim à sua oposição à biotecnologia”, declarou Bush durante um encontro com jornalistas. Os Estados Unidos querem introduzir os alimentos geneticamente modificados em África na forma de ajuda humanitária, mas os países africanos estão relutantes em aceitar a oferta porque isso os impediria de exportar produtos para os mercados europeus.
As palavras de Bush causaram uma onda de mal-estar entre os líderes europeus, incluindo na Comissão Europeia, cujos membros tinham apelado a um arrefecimento de posições sobre a matéria de modo a não prejudicar o bom entendimento entre UE e Estados Unidos na cimeira.
George W. Bush recebe hoje, em Washington, Costas Simitis, primeiro-ministro grego e presidente em exercício do Conselho Europeu, e Romano Prodi, presidente da Comissão Europeia. O objectivo desta reunião é ultrapassar uma série de diferendos que surgiram por altura da crise iraquiana e que nos últimos meses têm minado as relações transatlânticas e que levaram diplomatas de ambos os lados a sugerir que só fossem discutidas questões sobre as quais fosse possível chegar a acordo.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)